Blog

Novidades do mercado mundial de tecnologia

Informação precisa e sem rodeios 

Análises

Análises (15)

Análises publicadas pelos especialistas da Basconero.

Adwind é um cavalo de troia multiplataforma baseado em tecnologia Java. Funciona tanto em Windows quanto em Mac OS, Linux e dispositivos Android, onde é distribuído a partir de uma plataforma aberta e disponível a qualquer pessoa, através do modelo malware-as-a-service. A maior preocupação dos fabricantes de antivírus é que esses ataques vêm crescendo e ficando mais difíceis de serem interceptados pelos sistemas antivírus, pois a infecção ocorre através do ambiente Java instalado. E não adianta atualizar o Java para a última versão, pois o Adwind não precisa explorar nenhuma vulnerabilidade dessa plataforma. A técnica mais comum para uma infecção…
CAPICOM é um controle ActiveX criado pela Microsoft em 2001 para expor um conjunto reduzido e limitado de funções da Microsoft Cryptographic Application Interface (CryptoAPI) através da arquitetura COM. Desde o lançamento do Windows 7 este componente foi removido da instalação padrão do Windows e classificado como obsoleto pela Microsoft, não recebendo mais atualizações, investimentos e suporte desde então. Conheça os principais motivos para abandonar o CAPICOM imediatamente: Windows Updates: A Microsoft distribui atualizações corretivas mensais e patches de segurança que podem ser emitidos a qualquer momento dependendo da gravidade da ameaça. Existe o risco dessas atualizações interferir no funcionamento…
A principal oferta é o RAD Studio XE8, que contém as versões modernas do C++ Builder e Delphi, onde são utilizadas as linguagens Object Pascal ou C/C++ para a geração de aplicativos verdadeiramente nativos para Windows (desktop), Windows tablets (Microsoft Surface Pro), Mac OS X (desktop), iOS (iPhone, iPad, iPod) e dispositivos Android. É uma das únicas ferramentas que disponibilizam compiladores para a geração de código 100% nativo, e por isso é classificado como “verdadeiramente nativo”, pois não é preciso utilizar máquinas virtuais ou middleware para executar o aplicativo nas plataformas de destino, possibilitando o maior desempenho possível disponibilizado pelo…
A Microsoft mudou toda a sua estratégia de “plataforma Windows” para uma oferta multiplataforma, incluindo a oferta de seus serviços e produtos nas plataformas de fornecedores concorrentes como Apple (iOS), Google (Android) e Linux. Através da oferta de serviços em nuvem Microsoft Azure App Service, que já está em posição de liderança, recomendam o uso do Visual Studio como ferramenta principal de desenvolvimento contemplando uma abordagem multi-arquitetura: ASP.NET com HTML5 para desenvolvimento WEB, C# com Xamarin para desenvolvimento parcialmente nativo, C++ para geração de código verdadeiramente nativo, PhoneGap/Cordova para desenvolvimento híbrido, entre outros. Além disso, a Microsoft vem transformando suas…
A plataforma Xamarin contempla um framework para desenvolvimento multiplataforma que utiliza o framework open-source Microsoft .NET sob linguagem C#, possibilitando reaproveitar até 90% do código-fonte para compilar aplicativos para iOS, Android, Windows Phone e Mac OS X. No formato mais tradicional a camada gráfica precisa ser programada de forma separada para cada plataforma de destino (uma “activity” para Android, uma “view” para IOS e um XAML para Windows Phone). Atualmente estão oferecendo uma técnica melhor, através dos componentes “Xamarin.Forms”, onde é necessário apenas “declarar” a interface gráfica de forma padronizada para cada plataforma e o framework encarrega-se de renderizar para…
A estratégia da Oracle ultimamente está em oferecer seu serviço MCS agregado ao MAF. MCS (Oracle Mobile Cloud Service) é um serviço em nuvem que contempla serviços de desenvolvimento, backend com banco de dados (MBaaS - Mobile Backend-as-a-Service), ferramentas para catálogo e distribuição de dispositivos e aplicativos, além de ferramentas para realizar o monitoramento desses serviços. Já o MAF (Mobile Application Framework), anteriormente conhecido como “Oracle ADF Mobile framework”, utiliza a abordagem da arquitetura híbrida para permitir o desenvolvimento de aplicativos híbridos para iOS e Android utilizando HTML5, Javascript e Java como linguagens de desenvolvimento. Na prática o aplicativo gerado…
A Salesforce oferece o Salesforce1 Platform, que na prática é uma composição de diversos produtos: Force.com, Visualforce, Heroku, ExactTarget Fuel, Salesforce Lightning Components, entre outros. Na prática, seu uso é indicado para empresas que já utilizam os serviços agregados ao sistema de gestão de relacionamento com o cliente (CRM) deste fornecedor. Os melhores fornecedores de MADP de 2015 MADP - Classificação de arquiteturas
A SAP vende pacotes de produtos criados a partir de produtos da Sybase e da Syclo, consolidados no SMP (SAP Mobile Platform), incluindo também a oferta do SAPUI5 (HTML5 e jQuery). Na prática, sua adoção ocorre somente nas empresas que já implementaram módulos de ERP deste fornecedor. Os melhores fornecedores de MADP de 2015 MADP - Classificação de arquiteturas
Appcelerator é uma das empresas pioneiras na oferta de ferramentas para o desenvolvimento mobile cross-platform. Oferecem um modelo gratuito (Titanium) que já captou mais de 600.000 desenvolvedores, e para uso empresarial paga-se para utilizar a plataforma Appcelerator. Pode-se categorizá-lo no modelo multi-arquitetura (híbrida, WEB ou nativa), onde o costume é a utilização de framework Javascript contendo apoio periférico de código nativo sob Objective-C e Java. Infelizmente esse fornecedor é uma empresa pequena, que vem perdendo mercado frente aos demais fornecedores. Inclusive, por ser uma ferramenta que enfatiza o uso de Javascript para programar tanto em client-side como server-side, não costuma…
O produto principal da Adobe é o PhoneGap, um framework de desenvolvimento de aplicativos móveis adquirida pela Adobe em 2011. O PhoneGap foi criado acima do Apache Cordova, e por isso está na categoria de desenvolvimento híbrido com limitações de desempenho e de fidelidade às plataformas de destino. O PhoneGap é oferecido gratuitamente, mas para uso efetivo em ambiente empresarial eles recomendam adquirir o Adobe Experience Manager (AEM), contemplando o PhoneGap Enterprise e o Adobe Digital Publishing Solution (DPS), ao custo que costuma ultrapassar U$ 100.000,00 por ano. Leia mais em: Os melhores fornecedores de MADP de 2015 MADP -…